“Mas a graça foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo”. (Efésios 4:7)

O que darei ao SENHOR por tudo que me fez?

TEMA: Gratidão

ASSUNTO GERAL: O que darei ao SENHOR por tudo que me fez?

TEXTO BASE: Salmos 116:12

”Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito?”
                                                                                                (Salmos 116:12)

INTRODUÇÃO:

Um dos grandes perigos para aqueles que servem a Deus é cair na monotonia da adoração e se tornar indiferente na presença de Deus deixando de enxergar a sua maravilhosa Graça. Quando lemos o livro dos Salmos é impossível não perceber o “espírito” de gratidão e retribuição cultivados pelo Rei Davi. Nesse simples versículo ele faz uma indagação que nós cristãos devíamos fazer sempre:
O que temos feito para agradar ao Senhor?
Como retribuir seu imenso amor? O que fazer? Como fazer?

Em Salmos 51:17 diz que:

“Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.

Vamos olhar nas escrituras e encontrar algumas das cousas que devemos fazer:

1. SEJA VERDADEIRO NA ADORAÇÃO

Uma das coisas que são fundamentais para quem se aproxima de Deus no intuito de retribuir os seus benefícios deve ser a verdade, pois Deus não tem parte com aquilo que não é sincero e verdadeiro.

Deus quer adoradores que o adorem em Espirito e em verdade

Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.”
                                                                                                                                                                                                                                                         (João 4:23)

Quando este texto diz “em espirito” ele está ênfase ao que é verdadeiro, “em espiríto” significa com sinceridade, convicção, certeza e profundidade.

2. CULTIVE A GRATIDÃO

“Alegrai-vos, ó justos, no Senhor, e dai louvores à memória da sua santidade.”
                                                                                                              (Salmos 97:12)

 Desde o princípio o homem tem sido ingrato com o seu criador e não tem sido diferente nos dias atuais, pois muitos estão indo a casa de Deus para “receber” algo Dele, não para dar algo a Ele. E não tem faltado “homens de Deus” para incentivar esse tipo de atitude.

Em Atos encontramos:

“Mais bem aventurada coisa é dar do que receber” (Atos 20:35)

Dar a Deus a nossa gratidão, é reconhecer de antemão todos os benefícios sejam eles pequenos ou grandes, a gratidão dever permear toda a vida dos que são chamados para a Igreja de Deus, por que o benefício maior que poderíamos alcançar já foi dada e é a Salvação.

“Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;” (1 Pedro 2:9)

De fato sermos chamados para a sua maravilhosa luz nos torna os seres mais privilegiados do universo, pois o estado de miséria é convertido no estado de plena satisfação em Deus.

Em Romanos 8.28 diz:
“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”

Portanto o que nos falta muitas vezes é retirar aquilo que impede nossos olhos de enxergar (reconhecer) que tudo o que temos na verdade não temos pois é de Deus que é dono de tudo e de todos, mas que nos concede a graça de ter por um momento como parte de sua providência.

 3. CULTIVE OS DONS E DESENVOLVA OS TALENTOS PARA SERVIR

Quando um crente reconhece que precisa ser grato ao Criador se pergunta o que fazer pra demonstrar essa gratidão.

É na vida apóstolos o guia no entendimento dessa pergunta, pois a resposta é simples: servir a Deus

Veja o Que Paulo declara:

“Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho.”
(Filipenses 1:21)

Foi com esse “espirito” que Paulo bradava pelos quatro cantos do mundo gentílico anunciando a Jesus, exercitando os dons lhes entregue, tornando-se  um exemplo para que  você e eu percebêssemos que precisamos nos entregar e que desenvolver talentos só é possível se for colocado em prática.

Em outra carta ele declara:

“Desde agora ninguém me inquiete; porque trago no meu corpo as marcas do Senhor Jesus.”
(Gálatas 6:17)

Servir a Deus é mais do que ter títulos e funções na igreja, é desempenhar com toda força aquilo que Deus te concedeu por capacidade.

4. FAÇA TUDO DA MELHOR FORMA QUE PUDER

Em Salmos 33:3 está escrito:

“Cantai-lhe um cântico novo; tocai bem e com júbilo.”

A enfase no tocar bem é indicativo de que as obras a nós confiadas devem ser  executadas com diligência e não é de qualquer forma que devemos servir a Deus, no Antigo testamento encontramos maus exemplos: Os filhos de Arão (Nadabe e Abiú) apresentam fogo estranho(sem preparação, no improviso, sem santidade, sem vontade) e foram consumidos pelo Senhor conforme relata no livro de Levítico  capítulo 10, mais tarde foi a vez dos filhos do sacerdote Eli (Hofni e Finéias) que não tinham zelo com o que era sagrado e nem com suas obrigações e foram mortos por causa disso conforme relata 1 Samuel capítulo 4.

Tem uma música que cantamos antigamente que dizia  diz: Faça o Melhor, faça o melhor Faça o melhor pra Deus…
Isso é uma premissa verdadeira, pois não podemos fazer pra Deus a não ser o que for o melhor que podemos fazer.

Eclesiastes 09:10, que diz:

“Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra, nem indústria, nem ciência, nem sabedoria alguma.”

Também em I Coríntios 15:58 diz:

“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão.”

CONCLUSÃO:

Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.
(1 Tessalonicenses 5:18)

 

Breve Resumo

Pr Hugo Cunha

Um comentário

Adicionar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *